Massagem para Bebés: Shantala

Início|Blog|Massagem para Bebés: Shantala

Shantala é uma massagem de origem indiana para o equilíbrio físico, emocional e energético do bebé, que, para além dos inúmeros benefícios no seu desenvolvimento, contribui para a resolução de problemas comuns a todas as crianças de tenra idade, aliviando cólicas, facilitando e regulando o sono, eliminando tensões e bloqueios, entre outros aspetos. O toque e o carinho fomentam um aumento da autoestima e, consequentemente, da imunidade.

A Massagem Shantala, sendo baseada nos canais e centros energéticos do corpo, proporcionará um retorno 100% benéfico para o bebé, tornando-o saudável em todos os aspetos e um adulto equilibrado, sem traumas, capaz de dar e receber o amor.

Para a Massagem Shantala vai precisar de:

  • um produto emoliente (como óleo) de uso exclusivo infantil e dermatologicamente testado; pode ser óleo de amêndoas doces;
  • uma toalha ou fralda por cima de um protetor para apoiar o bebé – é normal que o bebé possa urinar durante a massagem;
  • uma fralda de pano seca para remover o excesso de produto, se necessário.

Importante: o uso de um produto emoliente é importante para facilitar o deslizamento e não deve ser usado no rosto e nas mãos.

O bebé deve estar totalmente despido e o quarto aquecido, para que ele não sinta frio em nenhum momento. Procure uma posição confortável para si e para o bebé: pode ficar de pé e massajar o bebé sobre o trocador ou, se preferir, sentar-se na cama ou no chão, e colocar o bebé sobre suas pernas ou à sua frente.

Antes de iniciar a massagem para bebés, aqueça suas mãos, friccionando uma na outra:

1. Tocar o rosto (sem óleo)

A massagem no rosto estimula a musculatura, preparando o bebé para expressar melhor os seus sentimentos. O rosto é uma das áreas mais sensíveis do bebé, por isso o toque deve ser especialmente suave.
– Com os polegares no centro da testa, afaste-os, seguindo para o lado, acompanhando a linha das sobrancelhas. Retorne ao ponto inicial e reinicie o movimento, avançando sempre mais, até contornar os olhos.
– A partir do centro da testa, deslize os polegares suavemente, passando pelas laterais do nariz em direção às bochechas, fazendo um pouco mais de pressão nesta região.
– Deslize os polegares partindo das sobrancelhas, passando pelos olhos (fechados), pelas bochechas, até aos maxilares. Continue o movimento, acompanhando do maxilar inferior até às orelhas.

2. Relaxar o peito (com óleo)

ü Os movimentos no peito ajudam a eliminar a tensão da caixa toráxica e a ampliar a respiração.
– Coloque as mãos lado a lado no centro do peito do bebé. Deslize as mãos para os lados passando pelos ombros, braços e mãos.

3. Trabalhar os braços e mãos (com óleo)

ü A massagem nos braços e nas mãos, assim como nas pernas e pés, fortalece os músculos e as articulações, ativa a circulação e o sistema nervoso central, preparando o bebé para gatinhar e andar.
– Com uma das mãos, segure o braço do bebé à altura do ombro e deslize a outra em direção ao pulso. Recomece o movimento, alternando sempre a ordem das mãos.
– Envolva com as duas mãos o braço do bebé à altura dos ombros. As mãos partem juntas em direção ao punho, em movimentos opostos de vai e vem, torneando suavemente o braço. Chegando ao pulso, recomece pelo ombro. Use mais óleo para facilitar este movimento.
– Para este movimento, não reaplique óleo. Com os polegares, segure a mão do bebé massajando do centro em direção aos dedos, deslize a palma da sua mão pela palma da mão do bebé.

4. Ativando a barriga (com uso de óleo)

ü Os movimentos nesta região facilitam o funcionamento dos intestinos e a eliminação dos gases, trazendo alívio para as cólicas. A direção da massagem é sempre do peito para baixo e nos movimentos circulares no sentido dos ponteiros do relógio, acompanhando o caminho dos gases e fezes no intestino.
– Coloque uma das mãos na base do peito e deslize-a até à parte inferior da barriga. Quando uma mão termina, a outra recomeça, num movimento de ondas.
– Segure os tornozelos do bebé e, com as pernas elevadas, repita os movimentos anteriores com o antebraço.
– Faça movimentos circulares com as mãos ao redor da barriga no sentido dos ponteiros do relógio.

5. Trabalhando pés e pernas (com uso de óleo)

ü Repita os mesmos movimentos feitos com os braços e as mãos nas pernas e pés.
– Com uma das mãos, segure a coxa do bebé e deslize a outra mão em direção ao tornozelo. Recomece o movimento, alternando sempre a ordem das mãos.
– Envolva com as duas mãos a perna do bebé à altura da coxa. As mãos partem juntas em direção ao pé em movimentos opostos de vai e vem, torneando suavemente a perna. Chegando ao pé, recomece pela coxa novamente. Use mais óleo para facilitar este movimento.
– Comece massajando a planta do pé. Primeiro, o seu polegar parte do calcanhar em direção a cada dedo. Faça uma leve pressão em cada dedinho do pé. Termine passando a palma da sua mão na planta do pé.

6. Tocando as costas (com uso de óleo)

A massagem nas costas e coluna traz equilíbrio, eixo e sentido de harmonia ao bebé. Para massajar esta região vire o bebé de costas sobre as suas pernas ou o colchão à sua frente, posicionando o seu corpo perpendicularmente ao seu tronco e com a cabeça voltada para o seu lado esquerdo.
– Coloque as mãos na nuca e vá descendo até às nádegas, massajando as costas num movimento de vai e vem com as mãos. Volte para a nuca com os mesmos movimentos.
– Coloque a mão direita sobre as nádegas do bebé, onde deve permanecer para oferecer sustentação. Deslize a mão esquerda a partir da nuca sobre a coluna em direção às nádegas até as mãos se encontrarem.
– Segure com a mão direita os pés do bebé. Deslize a mão esquerda da nuca até aos calcanhares.
Para finalizar- o banho
Termine a massagem com um banho, se for possível.
O contacto da água morna com a pele do bebé é muito prazeroso e relaxante, pois permite reviver as sensações da vida intrauterina.

 A banheira deve estar bem cheia para que o bebé fique imerso na água e possa aproveitar o relaxamento.

Usufrua de momentos únicos de cumplicidade com o seu bebé!

Comentários recentes...
By | 2017-05-25T23:05:17+00:00 Julho 30th, 2015|Blog|