Reflexologia Podal

Início|Blog|Reflexologia Podal

Como muitas outras técnicas na área da saúde, a reflexologia teve o seu início no Oriente. Relatos indicam que diversas civilizações da Antiguidade, como os Egípcios e os Chineses, já executavam algo parecido com métodos idênticos a esta técnica. No século XV países Europeus, como a Alemanha e a Inglaterra, já aplicavam estudos sobre reflexologia, que na altura era intitulada de “terapia de zonas”.

A reflexologia podal foi praticada formalmente pela primeira vez, em 1900, pelo Dr. William Fitzgerald, no Boston City Hospital. Outra das grandes contribuições para o conhecimento da reflexologia podal veio de uma fisioterapeuta americana Eunice Inghamn. Esta fisioterapeuta desenvolveu o trabalho relativo as áreas reflexas, que foi o ponto de partida para a elaboração do mapa dos pés, onde cada parte destes corresponde a uma parte do corpo.

A reflexoterapia pode trabalhar as diversas áreas reflexas do corpo que se encontram não só nos pés nas também nas orelhas, nas mãos, na face, no crânio e na boca.

O que é a Reflexologia Podal?

A reflexologia podal é uma terapia natural, não invasiva, que estimula a auto cura do organismo através da estimulação de pontos específicos no pé. Esta terapia parte do princípio de que todos os órgãos do nosso corpo estão conectados com os nossos pés, ou seja, em cada pé estão representados todos os órgãos do corpo humano desde os olhos, órgãos genitais, coluna, intestinos, rins, bexiga e outro. Esta estimulação ajuda a aliviar o estresse, a dor e a tensão muscular e muitos outros lhe são atribuídos para a manutenção da saúde.

Como funciona a Reflexologia Podal?

Tendo em conta que a reflexologia parte do princípio de que cada ponto nos pés representa uma área específica do corpo, a terapia funciona por pressões realizadas pelo terapeuta na área reflexa do pé que corresponde à situação apresentada pelo paciente. Esta pressão tem de ser na medida certa, para que o efeito se faça sentir. Sempre que um destes pontos do pé é pressionado pelo terapeuta, uma ação de estimulação vai atuar a nível do cérebro e do sistema nervoso fazendo com que o corpo procure o seu reequilíbrio e corrija qualquer disfunção que o organismo possa apresentar.

Quem pode aplicar este tipo de tratamentos?

Todos os terapeutas que possuam formação certificada na área de reflexologia podal. Podem trabalhar em spas, clínicas de estética, clinicas médicas, centros de terapias integrativas e complementares.

A Reflexologia Podal é indicada para que tipo de problemas?

A reflexologia podal é uma terapia que pode ajudar a solucionar diversas situações em diferentes áreas do corpo. Ajuda a resolver situações a nível de problemas digestivos; sinusite; problemas urinários; desequilíbrios hormonais; problemas de coluna e articulações; dores menstruais; ansiedade; tensão nervosa; dores de cabeça; depressões; hipertensão e distúrbios do sono, entre outros.

Quais os benefícios da Reflexologia Podal?

A reflexoterapia como terapia funciona em diversas situações a nível dos diferentes órgãos do corpo, revelando-se importantíssima a nível do relaxamento global do corpo, na medida em que consegue descontrair todo o sistema muscular. Pode mesmo afirmar-se que a primeira função desta terapia é relaxar o corpo! Esta é muito eficaz no combate ao stresse e aos seus efeitos negativos. Ajuda ainda a melhorar o sistema imunológico, a libertar as toxinas acumuladas no corpo, facilita o transporte de oxigénio e nutrientes e a limpezas das células. Atua, também, na potencialização do efeitos de medicamentos, ajudando a acelerar o processo de tratamento e cura.

Um outro efeito importante da reflexologia podal está na capacidade de controlar a dor devido à produção de endorfinas (substância química utilizada pelos neurônios na comunicação do sistema nervoso). Por este motivo ela é indicada como terapia em casos de doenças como o cancro, sida ou esclerose múltipla, com o objetivo de aliviar dores ou desconforto do doente.

Importante é que se perceba que não deve usar a reflexologia só em situações extremas, ela pode e deve também ser usada na prevenção de situações mais avançadas e na manutenção da saúde e equilíbrio global do corpo.

A Reflexologia Podal tem contra indicações?

No caso da reflexologia podal são muito poucas as questões que se colocam como contra indicações. Esta terapia não é aconselhável para pessoas que sofram de doenças cardiovasculares, que tenham doenças graves ou restrições imposta por médicos. Assim após cirurgias, fraturas, problemas de circulação sanguínea ou feridas abertas nos pés e durante a gestação deve-se evitar sessões de reflexologia podal.

Quantas sessões são necessárias?

Esta é uma terapia cujos resultados vão depender da situação a tratar. Por norma os terapeutas afirmam que se pode começar a sentir efeitos após três sessões de reflexologia podal. Este tipo de massagem funciona e resulta porque ativa o corpo a equilibrar-se e a encontrar a sua cura natural, logo a duração do tratamento vai depender igualmente da reação de cada organismo. De massagem para massagem o efeito desta terapia vai-se acumulando, transmitindo ao paciente uma progressiva sensação de bem-estar e tranquilidade. O intervalo entre cada sessão de tratamento deve em média cerca de sete dias.

Comentários recentes...
By | 2017-05-25T23:05:18+00:00 Janeiro 5th, 2014|Blog|